Product ID: 56
New In stock
PARE DE FUMAR   . 3 SPRAYS DE 60 ML 180 JATOS
Destaque

PARE DE FUMAR . 3 SPRAYS DE 60 ML 180 JATOS


Por:
R$ 199,00

R$ 179,10 à vista com desconto Transferência Online Bradesco - Yapay
ou 12x de R$ 21,16 com juros
 
Simulador de Frete
- Calcular frete

A relação entre o cigarro e a disfunção erétil já foi cientificamente comprovada a partir de vários estudos. Na Austrália, foram avaliados 8.367 homens fumantes entre 16 e 59 anos. O resultado obtido foi que quanto maior a quantidade de cigarros consumidos diariamente, maior é a possibilidade de desenvolver disfunção erétil. Comprovando essa afirmação, o ginecologista Joji Ueno, Doutor em Medicina pela USP – Universidade de São Paulo,  alega que o tabagismo aumenta em até 85% risco de impotência sexual.

O médico Drauzio Varella relata que, recentemente,  foram estudados 12 indivíduos fumantes com diagnóstico de disfunção erétil. Na pesquisa, foi realizado o teste de ereção farmacológica. Na primeira etapa, os pesquisados não fumaram e  ângulo de ereção no experimento inicial foi, em média,  de 105 graus. Uma semana depois, os mesmos indivíduos se submeteram ao teste depois de fumarem 2 cigarros. Em 80% dos casos, o ângulo de ereção caiu para 60 graus.

O dos motivos que levam o cigarro a prejudicar o desempenho sexual é a presença de nicotina. Essa substância é responsável pela estimulação de hormônios cerebrais que provocam a contração rápida dos tecidos penianos. Quando os tecidos do pênis se contraem, acontecem vasoespasmos, pois o sangue das artérias não flui e fica concentrado na região peniana, gerando assim ereções curtas e insuficientes para a penetração.

Fumar todos os dias pode ocasionar o entupimento das artérias, alterar o fluxo sanguíneo, prejudicar a circulação nos vasos e impedir que o sangue faça a migração para a área do pênis. A consequência disso é o claro prejuízo à ereção e, em casos mais graves, o surgimento de impotência sexual.

Geralmente, a tensão arterial peniana é mais baixa em fumantes. Isso ocorre por causa do endurecimento das artérias (aterosclerose). Essa condição influencia na circulação sanguínea e na  vida sexual do indivíduo, já que o sangue não chega no pênis como deveria, comprometendo assim a função erétil.

Absolutamente não. Nem todos os fumantes sofrem ou sofrerão com a disfunção erétil. Os riscos de desenvolver impotência sexual dependerão da frequência de fumo, da associação com diabetes e hipertensão, do tempo de tabagismo e dos demais hábitos cotidianos, incluindo a alimentação e prática de exercícios físicos. Os fumantes crônicos, por exemplo, têm muito mais chances de sofrer com a disfunção erétil do que os fumantes eventuais.

 

Deixe seu comentário e sua avaliação







- Máximo de 512 caracteres.

Clique para Avaliar


  • Avaliação:
Enviar
Faça seu login e comente.

Características


    Confira também